Ditadura da Magreza

Coco Rocha, uma modelo de 47Kg não consegue mais tantos trabalhos como antes, ela é considerada “gorda” para ser modelo. Por favor, né? Onde vai parar o bom senso desses “especialistas” da moda?

Mas essa questão do peso das modelos é e sempre vai ser uma preocupação para mim. Há alguns julgamentos morais que parecem burrice para mim. Quando designers, estilistas ou agentes pedem que crianças tenham medidas que beiram à anorexia ou outros problemas de saúde em benefício do mercado, eles estão fazendo com que o público ignore sua consciência moral em favor da arte.” – Coco Rocha.

Arte? Só um doente vê arte em corpos esqueléticos, principalmente em crianças. Dá pra entender o motivo de quererem modelos magras, mas tudo tem o seu limite. As pessoas gostam de acompanhar as tendências da moda, mas não creio que modelos anoréxicas , com aspecto doentio, sejam ideais para representar a arte vestida.

A anorexia está, a meu ver, intimamente ligada aos padrões da moda. As modelos sofrem essa pressão da magreza constantemente, mas não são as únicas. Meninas e jovens mulheres anseiam para serem aceitas no mundo, querem sentir-se desejadas e bonitas, e o padrão de beleza na atualidade qual é? As modelos magérrimas, claro. As mulheres se frustram por não conseguirem alcançar as medidas impossíveis impostas pelo mundo da moda e entram em regimes loucos, estando mais suscetíveis a desenvolverem um transtorno alimentar.

Leia também:

90% das adolescentes americanas acham que precisam emagrecer

Ralph Lauren acusada de emagrecer digitalmente modelo no photoshop

Anúncios