Sessão de Prints #1 – Caso André Baliera

Depois de dois meses fora, voltei. E infelizmente o post vai ser pesado. André Baliera, estudante de 27 anos, foi espancado no início da semana por dois homens. A PM controlou a situação e prendeu os dois em flagrante. Baliera conta que estava andando na rua, quando ouviu xingamentos homofóbicos vindos dos dois rapazes, que estavam dentro de um carro. Como os enfrentou, os dois então saíram do carro e o agrediram. As agressões só pararam porque a polícia chegou na hora. Os indiciados contam outra história. Baliera teria mostrado o dedo do meio para eles, ao atravessar a rua. Um deles chegou a dizer que “Ele apanhou, apanhou de besta. Se tivesse seguido o caminho dele não teria apanhado“. Baliera fez um vídeo desabafando sobre o caso.

De acordo com essas declarações, podemos chegar a duas conclusões:

1- Baliera sofreu uma agressão homofóbica. O “dedo do meio” pode ter sido a resposta para os xingamentos que ouviu. Tal hipótese explica a motivação de Baliera em ter mostrado o dedo, afinal, ele não “seguiu o caminho dele”, como um dos agressores disse. Essa situação é muito comum. Gente que se acha imune porque está dentro de um carro e ficam gritando pros pedestres. Aí, quando alguém responde, vão lá bater para “se defender”. Se o cara é homossexual então, “pediu” para apanhar, né?

2- Baliera mostrou o dedo do meio por algum motivo ligado a trânsito, como um dos agressores disse. Tal situação é bem comum, ainda mais levando em conta que  tem muito motorista que quase atropela pedestre. Eu já fiz isso várias vezes (de mostrar o dedo para os apressadinhos), e já vi outros tantos fazerem também. Na faixa de segurança, quem tem preferência é o pedestre, e se isso não é respeitado por motoristas esquentadinhos, levam xingadas e dedos do meio mesmo. Tem vezes em que os pedestres estão errados, claro, mas na faixa é meio difícil. Enfim, tal gesto seria motivação o suficiente para dois marmanjões saírem do carro e encherem o cara de porrada? A situação foi tão feia que eles estão sendo indiciados por tentativa de homicídio qualificado, por motivo torpe. E ainda chamam de “briga normal de trânsito”? Ora, pelamor! Mesmo se Baliera tivesse provocado, como o advogado de defesa diz, a reação dos dois agressores foi muito desproporcional. Eles poderiam muito bem ter matado o cara, só pararam porque a PM chegou.

Nas duas hipóteses os agressores são babacas criminosos, a diferença é que na primeira, são homofóbicos, e na segunda, megalomaníacos. Enfim, não tem como ninguém defender a atitude deles, né? Veja bem… Depois de ver o vídeo do desabafo de Baliera, fui ler os comentários. Sim, gente, eu sei que ler comentários do Youtube é pedir para se decepcionar com a humanidade, mas lá fui eu, teimosa.

Oi? E ainda dizem que criminalizar a homofobia é exagero, pois não é crime de ódio...

Oi? E ainda dizem que criminalizar a homofobia é exagero, pois não é crime de ódio…

Esse pelo menos assume a homofobia

Esse pelo menos assume a homofobia

Extinção? Acho difícil.

Extinção? Acho difícil.

Sempre aparece um pulha para falar que quem denuncia "quer fama".

Sempre aparece um pulha para falar que quem denuncia “quer fama”.

1º: para ele, preconceito e crime de ódio não existem, só porque não é com ele.2º: e pensar que falavam a mesma coisa do casamento entre brancos e negros...

1º: para ele, preconceito e crime de ódio não existem, só porque não é com ele.
2º: e pensar que falavam a mesma coisa do casamento entre brancos e negros…

Lógica de quem usa falsa simetria: se héteros não são agredidos por sua sexualidade, homossexuais também não são.Parabéns, champs, agora conta isso para quem diz que quer criar campo de concentração para exterminar homossexuais...

Lógica de quem usa falsa simetria: se héteros não são agredidos por sua sexualidade, homossexuais também não são.
Parabéns, champs, agora conta isso para quem diz que quer criar campo de concentração para exterminar homossexuais…

Caras serem presos por baterem em uma pessoa por causa da sua sexualidade = ditadura gayzista. Ahã

Caras serem presos por baterem em uma pessoa por causa da sua sexualidade = ditadura gayzista. Ahã

Ain, estamos cansados desses gayzistas achando que tem direitos. Por que não ficam quietinhos, né?

Ain, estamos cansados desses gayzistas achando que tem direitos. Por que não ficam quietinhos, né?

Você tem liberdade de ser preconceituoso e ignorante, fi, só não pode sair xingando, humilhando, perseguindo e batendo nas pessoas por isso. Ô dificuldade!

Você tem liberdade de ser preconceituoso e ignorante, fi, só não pode sair xingando, humilhando, perseguindo e batendo nas pessoas por isso. Ô dificuldade!

Mesmo mimimi de sempre: "os gayzistas usam de vitimismo para terem mais direitos". Não tem como saber a verdade? Tem gente mau caráter de todos os lados? Cabe a Justiça averiguar? Caro, fi, só que vocês tem essa maniazinha chata de achar que quem sofre homofobia está inventando, ou exagerando para ter mais direitos. E isso ocorre toda santa vez que um caso de agressão homofóbica aparece na mídia. Troquem o disco.

Mesmo mimimi de sempre: “os gayzistas usam de vitimismo para terem mais direitos”. Não tem como saber a verdade? Tem gente mau caráter de todos os lados? Cabe a Justiça averiguar? Claro, fi, só que vocês tem essa maniazinha chata de achar que quem sofre homofobia está inventando, ou exagerando para ter mais direitos. E isso ocorre toda santa vez que um caso de agressão homofóbica aparece na mídia. Troquem o disco.

Mas nem tudo está perdido

Mas nem tudo está perdido

e quero acreditar que os que sabem respeitar o outro sejam a maioria.

e quero acreditar que os que sabem respeitar o outro sejam a maioria.

Voltando…

Bem, estou voltando ao blog, após uma loooooonga pausa. Eu não sou uma pessoa disciplinada, que mantém suas tarefas regularmente, por isso meus diários nunca foram lineares, e o blog não é exceção. Rs.

Neste exato momento, estou na dúvida entre terminar um resumo de Administrativo II, ou jogar no Kongregate. Eu sei que preciso terminar esse resumo logo, mas sabe quando bate aquela depressão de domingo? Você sente que o fim de semana está chegando ao fim, o mundo não acabou, e começa o desespero de “omg tenho que fazer algo para aproveitar o resto do dia”. Pois é, estou nesse impasse.

Enfim… Vou fazer meu resumo de Administrativo II, afinal, o professor explica bem e a matéria ainda está fresquinha na cabeça. Infelizmente não posso dizer o mesmo de outra certa matéria, cujo resumo estou adiando desde quarta-feira…